MANDALAS, SÍMBOLOS E FORMAS

Símbolo universal e integração, harmonia e transformação, a mandala é uma figura geométrica que tem um centro comum. É a forma propícia para englobar sistemas simbólicos de toda ordem. Uma mandala pode ser desencadeada no solo, numa dimensão que permite ao homem se movimentar dentro dela, ou então no papel numa dimensão pequena que é suporte para o pensamento. Desenhadas, pintadas, sonhadas, construídas e usadas em nossos rituais, a forma da mandala aparece em todas as culturas desde a mais remota história do homem. No Oriente, sua estrutura é comumente utilizada como forma de meditação e caminho para atingirmos outros níveis de consciência. Sua prática é milenar, focalizando o trabalho de uma pessoa ou grupo, trabalho este muito estruturado, onde toda a dialética de opostos entra em jogo.

A Universidade da Mandala

O mundo é uma mandala viva. Uma matriz, estrutura originária da qual e através da qual flui  uma sucessão de mudanças elementares, de vagalhões (ondas) primordiais, cada um sobrepondo o outro, em uma variedade infinita de estruturas orgânicas e impulsos corados,  pelo supremo atributo da consciência refletida. Seu fluir, embora trabalhando através de uma estrutura relativamente bem definida, está sujeito aos processos infinitos de crescimento e transformação, por mérito das relações sempre em mudanças, tanto internas quanto externas, da sua estrutura básica.

Labirinto - Matriz divina

O labirinto é um instrumento de transformação e cura onde padrões podem ser mudados e harmonizados.
Ele cria um espaço para ouvir a nossa voz interna de sabedoria e ajuda-nos a encontrar o caminho através da multiplicidade de nossas vidas em direção a unidade da fonte.

 

RITUAL DA MANDALA TIBETANA

“COMO TODOS OS RAIOS ESTÃO COLIGADOS AO FIXO E A CIRCUNFERÊNCIA DA RODA, ASSIM TODAS AS CRIATURAS, TODOS OS DEUSES, TODOS OS MUNDOS, TODOS OS ORGÃOS, TODAS AS ALMAS ESTÃO LIGADAS AQUELA  ‘ALMA ”.
UPANISHAD, 11, 5 – 15

Percepção das cores

COR É EMOÇÃO
• PARA CADA EMOÇÃO EXISTE UMA EXPRESSÃO DE COR.
• ATRAVÉS DAS CORES EXPRESSAMOS NOSSAS EMOÇÕES.
• OBJETIVO DA TÉCNICA DE MANDALA – INTEGRAÇÃO E PAZ INTERIOR.

 

Mandala

“O PRINCÍPIO DE TUDO, NA EXPLOSÃO DE UM  PONTO, ONDE TUDO NASCE DESTE MESMO PONTO”. 
EM UM PONTO, O TUDO SE TRANSFORMA EM MÚLTIPLOS MOVIMENTOS CRIANDO AS FORMAS GEOMÉTRICAS DAS MANDALAS, REVERENCIADAS EM DESENHOS SAGRADOS, NOS LEVANDO DE VOLTA AO PONTO INICIAL DO NOSSO PRÓPRIO PONTO DIVINO INTERIOR.

Leia mais