A Universidade da Mandala

O mundo é uma mandala viva. Uma matriz, estrutura originária da qual e através da qual flui  uma sucessão de mudanças elementares, de vagalhões (ondas) primordiais, cada um sobrepondo o outro, em uma variedade infinita de estruturas orgânicas e impulsos corados,  pelo supremo atributo da consciência refletida. Seu fluir, embora trabalhando através de uma estrutura relativamente bem definida, está sujeito aos processos infinitos de crescimento e transformação, por mérito das relações sempre em mudanças, tanto internas quanto externas, da sua estrutura básica.