MANDALAS, SÍMBOLOS E FORMAS

Símbolo universal e integração, harmonia e transformação, a mandala é uma figura geométrica que tem um centro comum. É a forma propícia para englobar sistemas simbólicos de toda ordem. Uma mandala pode ser desencadeada no solo, numa dimensão que permite ao homem se movimentar dentro dela, ou então no papel numa dimensão pequena que é suporte para o pensamento. Desenhadas, pintadas, sonhadas, construídas e usadas em nossos rituais, a forma da mandala aparece em todas as culturas desde a mais remota história do homem. No Oriente, sua estrutura é comumente utilizada como forma de meditação e caminho para atingirmos outros níveis de consciência. Sua prática é milenar, focalizando o trabalho de uma pessoa ou grupo, trabalho este muito estruturado, onde toda a dialética de opostos entra em jogo.